Livro Completo
INTERAÇÃO, troca entre seres - 23/11/02

Hoje foi o chá de bebê do Yuri, filho da Mônica e do Bruno, um casal amigo nosso. Fui com a Dedea, o Caruso e a Fernandinha... Há algum tempo não participava destes encontros "CCAA". Depois de algum tempo, vivendo integralmente com o grupo, me afastei e iniciei uma nova fase, longe deles. Mas foi legal estar lá, ver o Bruno curtindo com a Mônica a chegada do bebê, usando uma camisa escrita: "Yuri, papai te ama!". Mas, é claro, que isso me deixou meio "melancólica".

Quando cheguei, enviei um e-mail para o PP, dizendo o quanto ele é importante e bla-bla-bla-bla-bla-bla... Acredito nisso, na história de duas pessoas que se unem, têm seu filhinho e vão dando continuidade na vida.

Mas, o verbo de reflexão hoje é o interagir. EU o entendo como o reflexo da ação de duas ou mais pessoas em determinado momento. Todos lá na Mônica estávamos interagindo, cada um do seu jeito, e o resultado final era a comemoração feliz da espera de mais um pequeno ser para este mundão de meu Deus.

Quando se fala da caminhada rumo à Santiago de Compostela, também se fala muito da interação. São muitas pessoas, de culturas diferentes, interagindo constantemente, dando força uns aos outros, para que o alcance do objetivo final seja um sucesso. E as pessoas que aqui ficam, esperando seus peregrinos voltarem, também têm esta função: interagir com eles, nem que apenas através da força do pensamento, emanando boa energia, para que tudo aconteça da melhor forma possível.

Hoje ele está em Arroyo Sambol. E, não tenho nenhuma informação assim tão precisa sobre este lugar... Mas pelo o que observei, é algum lugar sem muita agitação, e mais de reflexão... Esperemos a resposta de PP sobre o lugar.

No mais, é só esperar notícias, e lembrar que juntos somos mais fortes sempre!

No livro Via Láctea, existe uma parte que fala da importância desta interação no nosso dia a dia, o quanto, às vezes, uma pessoa, com uma simples frase pode mudar o rumo de tudo:

"Assim é a nossa vida. E é sempre bom quando alguém abre a janela e grita bem alto para a gente que vale muito a pena."

Vamos lá, pense em alguém que está precisando, abra sua janela agora e grite bem alto: "Hey fulano, viver vale muito a pena!".